“Eu não posso viver sem você. Eu poderia tentar, mas seria uma existência miserável.”

Entre o agora e o sempre || J. A. Redmerski (via fifty5hades)
“Dor é dor. Só porque o problema de uma pessoa é menos traumático que o de outra, não significa que deva doer menos.”

Entre o Agora e o Nunca.

(via 14th-iris)

Anonymous asked: Se eu te disser que nunca vi ninguém mais perfeito que você, tu acredita?

Nem

"Por que não existe um conto de fadas com um final.. Triste? Sem "felizes para sempre"?" "Não sei.. Acho que, no fundo, contos de fadas foram criados para isso. Para levar a esperança para aqueles que já não acreditam no amor."

- Clarisse x Clarisse.

Coisas que aprendi com a Disney:

manolohalf:

(manolohalf)

Que quando existe amor, não existe aparencia.

Para ser sincero com seu coração

Que qualquer pessoa pode se apaixonar

Que aqueles que perdemos, estarão sempre conosco

Que sonhos podem se tornar reais

Que precisamos aprender a aceitar diferenças, e conviver apesar delas.

Que a pessoa mais bonita do mundo, é bonita por dentro, e não por fora

Que estamos todos destinados a grandes feitos

Que amigos são o que temos de mais importante, e nada substitui uma amizade sincera

Coisas que aprendi com a Disney:

manolohalf:

(manolohalf)

Que quando existe amor, não existe aparencia.

Para ser sincero com seu coração

Que qualquer pessoa pode se apaixonar

Que aqueles que perdemos, estarão sempre conosco

Que sonhos podem se tornar reais

Que precisamos aprender a aceitar diferenças, e conviver apesar delas.

Que a pessoa mais bonita do mundo, é bonita por dentro, e não por fora

Que estamos todos destinados a grandes feitos

Que amigos são o que temos de mais importante, e nada substitui uma amizade sincera

Tempo. Maldito tempo. Quanto tempo mais eu preciso esperar? Em quanto tempo se esquece alguém? Em quanto tempo um coração pode cicatrizar? Tempo.. Tempo é a palavra chave para qualquer problema. O conselho mais clichê e mais certo, o tempo. Ah, tempo. Achei que com o tempo eu fosse ficar arrependida mas eu errei. Eu nunca vou me arrepender de nada em relação a você. E, olha, eu não preciso de tempo para ter certeza disso.
O tempo passa se arrastando e eu não acho soluções e respostas. Não sei a quem recorrer porque o meu medo é maior que tudo. O tempo tira meu sono, a minha fome e o meu tempo. E, quando finalmente consigo dormir, durmo por muito tempo. Durmo tempo demais evitando acordar no mesmo tempo em que eu estava antes. Mas dai, vem ele.. Todo charmoso e cheio de atitude, beirando a arrogância. Me beija e me abraça, me gira novamente de ponta cabeça e eu acordo assustada, olhando as horas e regredindo no tempo. Apenas uma semana. Apenas sete dias. Apenas mais um dia. E ai eu pergunto: - Tempo, quanto tempo se precisa para que ele volte? E o tempo me responde: - Não espere que com o tempo, as coisas mudem. As pessoas só ficam em nossas vidas tempo suficiente para jamais serem esquecidas. Você irá esquecê-lo?
- Não! - eu respondi.
- Então, deixa que o tempo ameniza. Um dia, toda a dor cicatriza. Dê tempo ao tempo, Clarisse, que até o tempo de tempo precisa.
Um dia.. Em quanto tempo um dia chega?

“A felicidade
morava tão vizinha
que, de tolo
até pensei que fosse minha.”

Chico Buarque  (via segredou)

Ele era frio, arrogante, calculista e machista. Ela era quente como sol, sensível, impulsiva e feminista. Ele era alto, branco, quase como a neve, tinha sorriso e olhos bonitos. Ela era baixa, parecia ter sido beijada pelo sol, usava sempre os cabelos jogados; Cabelos estes, que ele amava. Ele era psicopata. Ela tinha tendências suicidas. Ele falava, ela brigava. Ele era calmo, ela discutia. Ele se achava maioral, era anti-social. Ela se achava inferior, era amiga de tudo e de todos. Dois mundos se colidiram pelo melhor dos piores acasos da vida. Foi romance passageiro, amor de verão. Foi brisa ardente em noites frias. Ele foi a cura para todas as doenças que ela tinha. Ela foi a melhor entre todas as outras. Ele dizia que sempre fazia o certo. Ela nunca admitiu estar errada. Eles eram do signo de Capricórnio. Ele era noite, ela era dia. Ele gostava de ler e ela gostava de dançar. E, no pior dos clichês, ele gostava de filmes de ação e ela preferia romances que lhe fizessem chorar. Ele era quieto, observador. Ele era espontânea. Eles eram opostos um do outro, mas, na maior ironia possível, eles pensavam claramente de formas parecidas. Então, se foi o destino, acaso, o universo, chame como quiser, eles se encontraram. Eles se permitiram. Ele tinha palavras bonitas na ponta da língua, acostumado com conquistas e sedução. Ela tinha um coração quebrado, implorava cura para a sua dor, mas insistia dizendo não acreditar no amor.  Ele foi como analgésico instantâneo, curou cicatrizes incuráveis, levou embora lembranças amargas de um passado cruel, como se este nunca tivesse realmente acontecido. Ele prometeu a ela que faria tudo aquilo passar. Ele disse que ela seria amada. Ela foi amada. Ela amou. Amou da forma que achou não ser capaz. Ele era Yin. Ela era Yang. Eles eram perfeitos da forma mais imperfeita possível. Ele era dela; Ela sempre foi dele. Eles planejaram um futuro, lutaram contra o mundo e contra todos e qualquer força que ousassem querer interferir naquele amor.

Ele a amava. Ela o completava. Uma pena que, como toda história de amor verdadeiro, eles não ficaram juntos.

                                                            - Clarisse was loved.